NO AR
Notícias, músicas e prestação de serviço
Faça contato e participe!
NAVEGUE
FIQUE LIGADO
NOTÍCIAS: Pesquisas da UFOP indicam possibilidades de aproveitamento dos rejeitos da minerao




De acordo com os estudos do Laboratrio de Materiais de Construo Civil da Universidade Federal de Ouro Preto, o material pode ser empregado em setores como co

Publicada em 07/06/2019

As pesquisas do Laboratório de Materiais de Construção Civil da Universidade Federal de Ouro Preto mostram as possibilidades de aproveitamento dos rejeitos da mineração como materiais para os setores da construção civil e de infraestrutura.


Entre os materiais estudados, foram encontradas duas rotas de processamento que podem ser utilizadas em diversas aplicações para soluções de aproveitamento dos rejeitos da mineração: uma delas consiste no uso da lama de forma integral para a confecção de produtos para as construções civil e pesada. A outra rota consiste da separação a seco dos elementos contidos nos rejeitos de barragem de minério de ferro, para que sejam destinados a fins mais específicos.


A extração do minério de ferro gera dois tipos diferentes de rejeitos: um que resulta das operações de concentração do minério e se apresenta sob a forma de uma polpa que, geralmente, é depositado em barragens. O outro é caracterizado por um material granulado, conhecido como estéril, gerado a partir da limpeza das camadas de acesso ao subsolo para retirada do minério. Os dois tipos de rejeitos podem ter utilidade em diversos setores. O que os diferencia é a forma de aplicação, que pode ser feita com apenas um ou com a mistura dos dois tipos.


As análises também ganharam visibilidade por intermédio de publicações em revistas acadêmicas, no Brasil e no exterior, e premiações. Entre as constatações, está a de que os índices de matérias tóxicas que poderiam existir nos rejeitos apresenta-se como irrelevantes. Isso faz com que, na composição final dos produtos obtidos do aproveitamento, a lama seja considerada com menor potencial nocivo que o cimento, por exemplo.


Entre as possibilidades para o reaproveitamento dos rejeitos da mineração estão as relacionadas com a construção civil, no concreto, na argamassa, nos blocos, na cerâmica, em azulejos hidráulicos e substituindo a brita, por exemplo, e na infraestrutura de rodovias na fundação de estrada, reforçando as camadas que vão embaixo do asfalto. O material fino também pode ser empregado na argamassa; neste caso o custo seria apenas a mão de obra e o cimento, e o material que não serve para nenhuma dessas etapas pode ser usado na produção de tintas.


O professor Ricardo Fiorotti, coordenador do laboratório, coordenador do laboratório, avalia que o alvo é “contribuir para que as barragens tenham menos rejeitos. Não posso dizer que isso as fará mais seguras, mas entendo que se elas forem menores, impactariam menos”.  O potencial do reaproveitamento é ainda maior nas barragens mais antigas. “Quanto mais tempo nós caminharmos em direção ao passado, encontraremos menores índices de recuperação de minério e maior quantidade de minério depositado na barragem. As camadas mais profundas da barragem são tão ricas quanto as jazidas que temos hoje”, explica.

Fonte: Voz Ativa

 

 

<< Retornar para Notícias

PEDIDOS MUSICAIS
Nome:
E-mail:
Cidade:
Estado:
Recado:
REDES SOCIAIS
       
TOP 10
Cem Mil
Gusttavo Lima
Estado Decadente
Zé Neto e Cristiano
Surto de Amor
Bruno e Marrone, Jorge e Mateus
Vingança
Luan Santana pt. Mc Kekel
Rapariga Digital
Naiara Azeved
Volta Pro Seu Nego
Humberto e Ronaldo
Cerveja, Sal e Limão
Matheus e Kauan
Quem Me Dera
Márcia Fellipe pt. Jerry Smith
Eu vou te buscar
Gusttavo Lima
Bem Pior Que Eu
Marília Mendonça
 
INÍCIO | A RÁDIO | PROGRAMAÇÃO | EQUIPE | AGENDA | NOTÍCIAS | FOTOS | VÍDEOS | PROMOÇÕES | MURAL DE RECADOS | CONTATO

2017 © Todos os direitos reservados. É proibido a cópia total ou parcial deste site.