NO AR
Show da Manhã
Mateus Edson
NAVEGUE
FIQUE LIGADO
NOTÍCIAS: Moro vai assumir ação contra Cunha e Solange Almeida




Decisão foi motivada pela perda de foro da ex-prefeita de Rio Bonito (RJ)

Publicada em 31/01/2017

Brasília. O desembargador Paulo Espírito Santo, do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), determinou no dia 25 de janeiro a remessa da ação penal contra o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e a ex-prefeita de Rio Bonito (RJ) Solange Almeida para o juiz federal Sergio Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância, em Curitiba.


A decisão acata o pedido da procuradora regional da República Mônica de Ré, que solicitou a transferência do caso para a primeira instância após Solange Almeida (PMDB) não ser reeleita e perder o mandato de prefeita no começo deste ano e, consequentemente, perder o foro privilegiado.

Na ação, ela é acusada de ter atuado a mando do ex-deputado para pressionar por meio de um requerimento na Câmara uma empresa que não estava pagando a propina solicitada pelo peemedebista.

Caminho. A ação contra Cunha foi aberta por unanimidade (dez votos a zero) no Supremo Tribunal Federal (STF), em março do ano passado. Na época, o político fluminense era presidente da Câmara dos Deputados. Ele é acusado dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, por seu suposto envolvimento no esquema de desvios na Petrobras.

A instrução tem sido cheia de percalços com tantas mudanças. Quando Cunha perdeu o foro privilegiado, o caso passou ao TRF-2, já que Solange ainda era prefeita. Agora, foi remetida à primeira instância da Justiça Federal.

O caso. A propina teria saído de dois contratos entre a Petrobras e as empresasSamsung Heavy Industries e a japonesa Mitsui foram fechados em 2006 e 2007 por US$ 1 bilhão e, segundo a procuradoria, foi acertada propina de US$ 40 milhões a políticos e funcionários da estatal. O lobista Julio Camargo era o representante das empresas.

Segundo delatores da Lava Jato – como o próprio Julio Camargo e o lobista Fernando Baiano –, com o passar dos anos ainda havia um débito da propina acertada inicialmente e, então, Cunha foi chamado para reativar o pagamento. Nesse período, a parte da propina que coube a ele foi de US$ 5 milhões, segundo as investigações.

Dois requerimentos foram apresentados na Câmara em 2011 por Solange. Eles pediam às autoridades informações sobre contratos da Petrobras com a Mitsui. O jornal “Folha de S.Paulo” revelou em abril de 2015 que o nome “dep. Eduardo Cunha” aparece como autor dos arquivos de computador em que eles foram redigidos.

Cunha está preso preventivamente desde o dia 19 de outubro do ano passado. Ele é acusado de receber propina de contrato de exploração de Petróleo no Benin, na África, e de usar contas na Suíça para lavar o dinheiro.

 

Fonte: O Tempo

 

 

<< Retornar para Notícias

PEDIDOS MUSICAIS
Nome:
E-mail:
Cidade:
Estado:
Recado:
REDES SOCIAIS
     
TOP 10
Aquela Pessoa
Henrique e Juliano
Medida Certa
Jorge e Mateus
Vidinha de Balada
Henrique e Juliano
De quem é a Culpa?
Marília Mendonça
E nessas Horas
Matheus e Kauan
Na Conta da Loucura
Bruno e Marrone
Raspão
Henrique e Diego Part. Simone e Simaria
Modão Duído
Michel Teló Part. Maiara e Maraísa
Eu vou te buscar
Gusttavo Lima
Amor da sua cama
Felipe Araújo
 
INÍCIO | A RÁDIO | PROGRAMAÇÃO | EQUIPE | AGENDA | NOTÍCIAS | FOTOS | VÍDEOS | PROMOÇÕES | MURAL DE RECADOS | CONTATO

2017 © Todos os direitos reservados. É proibido a cópia total ou parcial deste site.