NO AR
Minuano
ao vivo
NAVEGUE
NOTÍCIAS: Furg: Pátria amada e polêmica




Estudante de Artes Visuais foi retido por vigilantes do campus Carreiros sob acusação de vandalismo; jovem queria pintar bandeira do Brasil de preto em protesto

Publicada em 14/11/2016

Uma performance gerou polêmica no Campus Carreiros da Universidade Federal do Rio Grande (Furg) na manhã de quinta-feira (10).


Batizada Pátria amada pelo estudante do 2º ano do curso de Artes Visuais Julian Debacco, a proposta consistia caminhar 200 metros em direção ao mastro onde a bandeira do Brasil está hasteada, no campus Carreiros, e pintá-la de preto.

 

O ato, no entanto, culminou na retenção do estudante pela vigilância do campus sob a justificativa de que foi "puro vandalismo".
A decisão da vigilância dividiu o campus. Entre estudantes e professores o entendimento hegemônico é de que a performance foi um ato artístico na tentativa de abrir a discussão do simbolismo da bandeira diante do que classificam como retrocessos do governo Michel Temer.

 

Citam a PEC 55, que já foi aprovada na Câmara dos Deputados e na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, onde deve ser votada em plenário dia 29 deste mês. A Proposta limita os investimentos do governo federal em serviços públicos como Educação, Saúde e Assistência Social à correção da inflação do ano anterior.

 


A decisão da vigilância dividiu o campus. Entre estudantes e professores o entendimento hegemônico é de que a performance foi um ato artístico na tentativa de abrir a discussão do simbolismo da bandeira diante do que classificam como retrocessos do governo Michel Temer.

 

Citam a PEC 55, que já foi aprovada na Câmara dos Deputados e na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, onde deve ser votada em plenário dia 29 deste mês. A Proposta limita os investimentos do governo federal em serviços públicos como Educação, Saúde e Assistência Social à correção da inflação do ano anterior.
Já entre os servidores da instituição o posicionamento é mais dividido. De um lado, os contrários à ação; do outro, os favoráveis.

 

De acordo com o estudante, a tinta preta utilizada é a base d’água, fácil de ser removida. "Portanto", argumenta, "não houve depredação do patrimônio público".

 

Ele lembra que o artigo 5º da Constituição de 1988 ampara a "livre expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença". Ele pretende realizar uma segunda edição da performance Pátria Amada II dia 17 deste mês, às 12h, no Campus Carreiros.

 

Fonte: Diário Popular ( on line)

 

 

<< Retornar para Notícias

PEDIDOS MUSICAIS
Nome:
E-mail:
Cidade:
Estado:
Recado:
REDES SOCIAIS
   
ENQUETE
Quantas horas por dia, na média, você dedica ao uso da internet?
 
 
 
 
 
 
INÍCIO | A RÁDIO | PROGRAMAÇÃO | EQUIPE | AGENDA | NOTÍCIAS | FOTOS | VÍDEOS | PROMOÇÕES | MURAL DE RECADOS | CONTATO

2017 © Todos os direitos reservados. É proibido a cópia total ou parcial deste site.